O Rei do futebol está nos deixando: Entenda os estado de saúde de Pelé - BLOG DO GERALDO ANDRADE

sábado, 3 de dezembro de 2022

O Rei do futebol está nos deixando: Entenda os estado de saúde de Pelé

 

Pelé, 82, não responde mais ao tratamento quimioterápico e está sob cuidados paliativos, segundo a Folha de S.Paulo. O ex-jogador estava tratando um câncer de cólon desde setembro do ano passado. No início de 2022, entretanto, foram diagnosticadas metástases no intestino, fígado e pulmão.


Os cuidados paliativos visam oferecer conforto, qualidade de vida e aliviar o sofrimento de um paciente com uma doença incurável. As medidas vão depender dos sintomas e do prognóstico —quanto tempo de sobrevida é esperado para o paciente.


Além de atuar junto do enfermo, o paliativista também trabalha com toda a família do paciente, para aliviar possíveis focos de aflição e garantir o mínimo de bem-estar, dignidade, autonomia e independência neste momento.


A decisão sobre fazer ou não determinado tratamento depende de uma conversa franca e honesta, que envolve toda a equipe médica, o paciente (se ele estiver consciente) e a família. A partir dessa reunião, é possível chegar a um consenso e tomar uma decisão em conjunto sobre o melhor caminho a seguir.


Princípios básicos dos cuidados paliativos:

Promover o alívio da dor e de outros sintomas;

Não acelerar nem adiar a morte;

Oferecer suporte para que o paciente viva tão ativamente quanto possível;

Ser iniciado o quanto antes, junto de outras medidas para prolongar a vida;

Afirmar a vida e considerar a morte como um processo natural;

Integrar os aspectos psicológicos e espirituais no cuidado ao paciente;

Melhorar a qualidade de vida e influenciar positivamente o curso de vida;

Auxiliar os familiares durante a doença do paciente e a enfrentar o luto.

A equipe de cuidados paliativos é composta por diversos profissionais que controlam os sintomas:


Do corpo (médicos e enfermeiros);

Da mente (psicólogos e psiquiatras);

Espirituais (padre, pastor, rabino, entre outros);

Sociais (assistentes sociais).

Pelé trata, desde 2021, um câncer de intestino. Porém, seu quadro clínico vem se agravando nos últimos dias devido ao avanço da doença no seu organismo.


No início de 2022, o câncer acabou evoluindo e também atingiu o pulmão e fígado do Rei do Futebol, sendo diagnosticados metástases em seu organismo.


De acordo com o último boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein, Pelé estaria conseguindo manter suas principais funções vitais:


“Edson Arantes do Nascimento foi internado no Hospital Israelita Albert Einstein ontem (29) para uma reavaliação do tratamento quimioterápico do tumor de cólon identificado em setembro de 2021”.


“Após avaliação médica, o paciente foi levado a um quarto comum, sem necessidade de internação em uma unidade semi-intensiva ou UTI. O ex-jogador está com pleno controle das funções vitais e condição clínica estável”.


Contudo, como já dito anteriormente, o estado de saúde de Pelé teria se agravado seriamente devido ao avanço do câncer de intestino com a metástase da doença em seu organismo.


CÂNCER DE PELÉ: SAIBA TUDO SOBRE O CÂNCER DE INTESTINO

O câncer de intestino, conhecido também como câncer de cólon ou colorretal, se trata de um dos tipos de câncer mais comuns na população brasileira.


A doença consiste no surgimento de um tumor maligno que aparece no intestino grosso e, na maioria das vezes, é criado a partir de pólipos (lesões na parede do intestino).


De acordo com informações do Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de intestino, na maioria das vezes, não possui origem conhecida.


Fonte: Gutemberg Cardoso