EFEITO PESQUISA: Após anunciar que uniria todo gupo em torno de João Azevedo, Zé Aldemir volta a fazer jogo duplo e libera aliados para opoiar Pedro Cunha Lima - BLOG DO GERALDO ANDRADE

domingo, 23 de outubro de 2022

EFEITO PESQUISA: Após anunciar que uniria todo gupo em torno de João Azevedo, Zé Aldemir volta a fazer jogo duplo e libera aliados para opoiar Pedro Cunha Lima

 

A empolgação do prefeito de Cajazeiras, Zé Aldemir, de que no segundo turno das eleições iria unir todo o seu grupo na defesa da reeleição do governador João Azevedo, durou poucos dias. Bastou sair o resultado da pesquisa IPEC apontando um possível cenário de empate técnico para que o prefeito cajazeirense voltasse a fazer o já habitual jogo duplo, liberando vereadores e aliados de sua base política para apoiar a candidatura de Pedro Cunha Lima. 


No primeiro turno das eleições a base de apoio a Zé Aldemir já havia ficado rateada entre as candidaturas de João Azevedo, Pedro e Veneziano. Mas após ter se reunido com o governador e com Aguinaldo Ribeiro, na semana passada, Zé Aldemir chegou a anunciar que no segundo turno todos estariam no mesmo palanque, inclusive os vereadores e auxiliares filiados ao PSDB.


Mas o discurso de unidade do prefeito de Cajazeiras não está ocorrendo na prática. Além dos vereadores tucanos Waldemar Carolino e Sargento Orlando, o parlamentar Ninha do Frigorífico, que é do PP e votou em Veneziano no primeiro turno, também já anunciou a sua adesão a Pedro. Ninha, inclusive, já havia até posado para foto al lado de Zé Aldemir declarando apoio a João, mas mudou de rota durante este final de semana.


A estratégia de Zé Aldemir de voltar a liberar os aliados para o palanque de Pedro Cunha Lima tem sido vista como um contraponto à adesão da vereadora oposicionista Léa Silva à candidatura tucana. Zé Aldemir estaria receoso de que, em caso de uma eventual vitória de Pedro, o poder de influência do Governo do Estado no município fique exclusivamente com a oposição local.


Blog do Geraldo Andrade