Padre uiraunense lança livro com relatos inéditos de sua vida e da história da Igreja - BLOG DO GERALDO ANDRADE

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Padre uiraunense lança livro com relatos inéditos de sua vida e da história da Igreja





A Universidade Católica de Quixadá, no Ceará, e o Instituto Jesus Missionário dos Pobres (IJMP), de Cajazeiras-PB, lançaram neste sábado (23) o livro “A tristeza de não ser santo”, que reúne memórias do Padre Gervásio Fernandes de Queiroga, fundador do IJMP. O livro foi organizado por Rudy Albino de Assunção, Renato Moreira de Abrantes, Bruno Dias de Lima, Leandro Sabino da Rocha e Yago Filgueiras Lima.



O lançamento aconteceu no auditório Bento XVI da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FAFIC), em Cajazeiras, com as presenças de acadêmicos, fiéis, admiradores do padre e outras autoridades religiosas.




“É uma vida bastante rica sob diversos aspectos. É um padre totalmente entregue às causas da igreja; um professor universitário, um advogado, um canonista, uma pessoa que trafega por diversos âmbitos da vida humana com sua postura bastante clara. Ele é bastante convicto das suas ideias e bastante influente”, falou o advogado Renato Moreira de Abrantes, um dos organizadores do livro, referindo-se ao Padre Gervásio.




O objetivo da UNICATÓLICA, por meio do curso de Teologia e do Núcleo de Fé, Razão e Cultura, em parceria com o IJMP de Cajazeiras, é registrar e disseminar a memória da participação da Igreja nordestina no Vaticano II, passando pela origem da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, pela tradução e recepção do Direito Canônico no país e pelo nascimento do Instituto Jesus Missionário dos Pobres (IJMP).




“O objetivo desse livro é dar ao leitor a oportunidade, por meio do olhar do Padre Gervásio, de adentrar nessa história da Igreja. Padre Gervásio é como uma janela que se abre para que nós, novas gerações, possamos ter contato com a história e também com sua historia de vida pessoal”, explica o estudante Bruno Dias de Lima, um dos organizadores da obra.




O livro preserva a história pessoal do Padre Gervásio de Queiroga, mas também destaca outros nomes e eventos da história da Igreja Católica na região.




Fonte: Diário do Sertão