Pediatra é barrada em cargo no Ministério da Saúde por elogiar a Lava Jato e criticar o PT - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quinta-feira, 12 de janeiro de 2023

Pediatra é barrada em cargo no Ministério da Saúde por elogiar a Lava Jato e criticar o PT

 









Foto: ELZA FIUZA/AGÊNCIA BRASIL
A médica Ana Goretti Kalume Maranhão foi barrada pelo Palácio do Planalto de assumir a chefia do Departamento de Imunizações do Ministério da Saúde. A pediatra é uma das maiores especialistas da área no país e teve sua nomeação suspensa por ter elogiado a Lava Jato.

A operação de combate à corrupção e lavagem de dinheiro foi iniciada em 2014, durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff, ligada ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Além de elogiar a operação, Goretti criticou o PT e apoiou, por exemplo, a decisão do ex-juiz Sérgio Moro, atual senador eleito, de bloquear a aposentadoria do presidente. Ela também teria chamado o então presidente do PT, Rui Falcão, de “perfeito idiota”.

As postagens ocorreram em 2016, mas foram suficientes para barrar o nome dela em um dos departamentos mais importantes da pasta, cujas aatribuições incluem, principalmente, manter a imunização da população para evitar novas ondas de Covid-19, bem com óbitos e internações devido à doença.

Entidades da área de saúde chegaram a ser informadas de que Ana Goretti seria nomeada para a gestão do departamento, notícia que foi bem recebida pelos técnicos e por grandes nomes da área. No entanto, a celebração durou pouco tempo, até que houve interferência do Planalto.

Fonte: R7