Jubileu de ouro: Padre Domingos Cleide Claudino completa 50 anos de sacerdócio - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quarta-feira, 11 de janeiro de 2023

Jubileu de ouro: Padre Domingos Cleide Claudino completa 50 anos de sacerdócio

 

Sempre disposto para o exercício da vida sacerdotal. Assim é o padre Domingos Cleide Claudino, que nesta quarta-feira, 11 de janeiro, celebra 50 anos de ordenação. 


50 anos de amor aos pobres e de entrega para uma vida digna aos preferidos de Deus. 50 anos de gestos que traduzem a coerência entre o amor ao Evangelho e a vivência da fé em Jesus Cristo. O sacerdote – diz o Papa Francisco – é um homem descentralizado, porque no centro de sua vida não está ele, mas Cristo. O padre é o homem de misericórdia e compaixão, como bom samaritano, como Jesus, o bom pastor…ele está sempre sendo chamado a ter um coração que se comove. 


O Blog do Geraldo Andrade manifesta as felicitações por tão significativa data do seu jubileu de ouro presbiteral de nosso pastor Domingos Cleide Claudino. São 50 anos de doação, de uma vida consagrada a Deus, fazendo de seu trabalho diário, dentre eles o culto litúrgico de amor e entrega ao Povo de Deus a ti confiado. Manifestamos nossa alegria pelos seus 50 anos de sacerdócio, que é uma vida longa de muitos caminhos percorridos. Nesses caminhos, Padre Domingos Cleide Claudino se fez presente na vida religiosa consagrada.


Parabenizamos pelo intenso e fecundo sacerdócio, uma vocação que se renova a cada dia. Agradecemos a dedicação, a fidelidade e o amor manifestados pelo Padre Domingos Cleide Claudino em todos os anos em solo uiraunense.


Oremos pela vida sacerdotal de nosso sacerdote, peçamos forças e longa vida para que continue firme atuando no ministério que lhe foi designado! Parabéns, Padre Domingos Cleide Claudino, pelos 50 anos de sacerdócio, parabéns neste dia tão grandioso. E que Maria, Mãe da Igreja, plena no Espirito Santo, lhe impulsione, cada vez mais, a assumir com alegria a sua vida sacerdotal.

Deus lhe abençoe, Deus lhe proteja. 

 

BLOG DO GERALDO ANDRADE