CARGOS FEDERAIS NA PB: Deputados federais e senadores da base de Lula vão indicar nomes em consenso para 20 vagas - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quarta-feira, 18 de janeiro de 2023

CARGOS FEDERAIS NA PB: Deputados federais e senadores da base de Lula vão indicar nomes em consenso para 20 vagas

 

Imagem do WhatsApp de 2023 01 18 as 10.27.53 - CARGOS FEDERAIS NA PB: Deputados federais e senadores da base de Lula vão indicar nomes em consenso para 20 vagas Foto: Marcelo Júnior/ Polêmica Paraíba

Dos 15 parlamentares da bancada federal paraibana (12 deputados e 3 senadores) que terão mandato na próxima legislatura, 10 integram a base do governo Lula (PT) no Congresso Nacional. Informações obtidas pelo Polêmica Paraíba afirmam que no início de fevereiro, integrantes do governo federal se reunirão com a base governista da Paraíba para ouvir as indicações do grupo para ocuparem os cargos em órgãos federais no Estado.


Dos 15 integrantes, os cinco que não são da base governista são os deputados federais Wellington Roberto (PL), Ruy Carneiro (PSC), Cabo Gilberto (PL) e Romero Rodrigues (PSC), esses quatro de oposição, e o senador Efraim Filho (União), que se considera independente.


Já Hugo Motta (Republicanos), Aguinaldo Ribeiro (PP), Mersinho Lucena (PP), Murilo Galdino (Republicanos), Wilson Santiago (Republicanos), Gervásio Maia (PSB), Damião Feliciano (União Brasil), Luiz Couto (PT) entre os deputados; e Veneziano Vital do Rêgo (MDB) e Daniella Ribeiro (PSD) entre os senadores; integram a base governista na bancada federal paraibana.


São pelo menos 14 órgãos federais na Paraíba que devem passar por indicações desses 10 parlamentares: o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), a Secretaria de Relações do Trabalho (SRT), a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).


Completam a lista a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o Núcleo do Ministério da Saúde na Paraíba (Nems), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a Superintendência Regional da Agricultura (SRA), o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), a Secretaria do Patrimônio da União (SPU), a Agência Nacional de Mineração (ANM), a Fundação Nacional do Índio (Funai), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).


Esses 10 parlamentares governistas irão se reunir nos primeiros dias de fevereiro com integrantes do governo federal, para em consenso, distribuir seus indicados entre esses órgãos. Na gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), eram 20 o número de cargos indicados pela então bancada federal.


Participação do PT


Bastidores ligados ao PT da Paraíba indicam que o partido deve ter grande participação nessa distribuição. Um dos que devem ganhar direito a indicar cargos é Luiz Couto, que retorna ao Congresso. O PT da Paraíba já teria indicado cargos à presidente nacional da sigla, deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), entre eles Ricardo Coutinho (PT), Jeová Campos (PT) e até mesmo o seu presidente estadual, Jackson Macedo.


Outra figura que tem bastante afinidade com o Partido dos Trabalhadores é o senador Veneziano Vital, que também deve indicar algum cargo.







Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba