VÍDEO: Empresário natural da região de Patos é executado na frente da família em João Pesso - BLOG DO GERALDO ANDRADE

sexta-feira, 2 de dezembro de 2022

VÍDEO: Empresário natural da região de Patos é executado na frente da família em João Pesso

 Por Luiz Adriano

02/12/2022 às 12h42 • atualizado em 02/12/2022 às 15h05

Dois casos de latrocínios foram registrados em João Pessoa em menos de 24 horas. O primeiro caso aconteceu na noite desta quinta-feira (1º) no bairro do Rangel e o segundo já na manhã desta sexta-feira (2) no Altiplano.

Conforme informações da polícia, o fato da noite desta quinta-feira (1º) se deu quando um homem de 63 anos identificado como Luzivan Bezerra da Silva, retornava da igreja e ao chegar em casa foi surpreendido pelos meliantes, que após subtrair o carro atiraram na cabeça da vítima.

Ele ainda foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital, mas não resistiu e veio a óbito na madrugada desta sexta-feira (2).

SEGUNDO CASO

O segundo caso que a polícia está tratando como latrocínio, se deu na manhã desta sexta-feira (2) no bairro do Altiplano. Segundo relato policial, a vítima é um idoso de 66 anos, natural da cidade de Santa Luzia, na região de Patos, e um empresário bastante conhecido em João Pessoa. As informações dão conta de que ele estava abrindo a mala do veículo quando foi surpreendido pelos assaltantes.

Conforme a polícia, havia familiares no local no momento do fato. Os meliantes subtraíram o automóvel e ao sair, mesmo não havendo reação por parte do empresário, eles deram um tiro no peito da vítima que teve morte imediata.

A ocorrência ainda está em andamento e o caso está com a Delegacia de Homicídios da Capital.

VÍTIMA BASTANTE CONCEITUADA NO ESTADO

A vítima, identificada como Dr. Luis Florentino de Souza Filho, conhecido popularmente com Dr. Luis, era ex-vereador da cidade de Cubati, no Seridó paraibano, e pai do ex-vereador e ex-presidente da Câmara de Cubati, Leandro de Sousa.

Dr. Luis também já foi presidente da Câmara de vereadores de Cubati e concorreu as eleições para prefeito em 2012, mas não conseguiu se eleger.

Natural de Santa Luzia, no Sertão paraibano, além de empresário, Dr. Luis era advogado da área criminal e presidente da Assembleia Legislativa Maçônica da Capital. Ele recebeu em 2019 o título de Cidadão pessoense.

PORTAL DIÁRIO