Delegado explica como Policial Militar foi morto com 12 disparos pelo amigo de Farda em Cajazeiras - BLOG DO GERALDO ANDRADE

sábado, 29 de outubro de 2022

Delegado explica como Policial Militar foi morto com 12 disparos pelo amigo de Farda em Cajazeiras

 

O Crime de Morte que aconteceu na Estrada do Amor na noite deste sábado (28), tendo como vítima, o Cabo da Polícia Militar, José Demário Tavares Santos, 47 anos continua repercutindo na área do 6o BPM.

Ilamilton Simplicio, Delegado Regional da Polícia Civil, responsável pela investigação, encaminhou à Imprensa, vídeo, lamentando o ocorrido e, ao mesmo tempo, esclarecendo o que de fato levou ao assassinato.

Vítima e acusado que também é Policial Militar teriam participado juntos de uma carreata em favor de um candidato à Presidência da República, depois, ambos acompanhados de amigos, e amigas foram para um bar se divertirem.

Em determinado momento os dois discutiram por causa de umas cervejas que as mulheres teriam comprado, e o autor do crime estaria bebendo. A vítima reclamou pelo fato do autor estar bebendo cervejas das mulheres sem pagar.

O Delegado, Dr. Ilamilton contou que o proprietário do bar tentou apaziguar, e os conduziu até a calçada do bar. Segundo o proprietário do estabelecimento, o policial vítima teria falado de modo agressivo colocando o dedo em riste no rosto do autor do crime.

O autor E.M.S.N de 30 anos de idade, também Policial Militar, sacou a pistola e efetuou doze disparos de pistola no colega policial.

O primeiro tiro foi na nuca e os demais tiros na cabeça ou próximos à cabeça. A pistola foi apreendida.

O autor do crime foi encaminhado preso ao BPM em João Pessoa.


Fonte: Repórter PB