Oposição aparece reunida para discutir eleições e nome de Romero Rodrigues deve ser escolhido para disputar governo - BLOG DO GERALDO ANDRADE

segunda-feira, 21 de junho de 2021

Oposição aparece reunida para discutir eleições e nome de Romero Rodrigues deve ser escolhido para disputar governo

 

A oposição paraibana ao governo do estado apareceu reunida nesta segunda-feira (21). Informações dão conta que participantes estão reunidos desde as 9h de hoje, para debater, entre outros assuntos, os rumos do grupo para 2022. O encontro reuniu os, hoje, dois únicos candidatos pelo grupo ao governo do estado, Romero Rodrigues (PSD) e Pedro Cunha Lima (PSD), além de outros propensos candidatos nas eleições de 2022.




A reunião é uma reivindicação de integrantes do grupo oposicionista, que a preço de hoje, ainda estão divididos para a disputa estadual do próximo ano. O deputado estadual Walber Virgolino (Patriota) afirmou, em entrevista ao Arapuan Verdade, da Rádio Arapuan, que o grupo tende a escolher o ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, como representante do grupo para a disputa.


“De forma efetiva e clara nós teremos candidato e hoje gira em torno de Romero Rodrigues”, disse o deputado.


Aparecem na imagem, além de Romero e Pedro, dois possíveis candidatos ao Senado: o secretário nacional da Modernização do Estado, o pastor Sérgio Queiroz e o comunicador Nilvan Ferreira, ex-candidato a prefeito de João Pessoa e hoje presidente estadual do PTB na Paraíba; o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB); o deputado federal em exercício, Léo Gadelha (PSC); os deputados estaduais Walber Virgolino (Patriota), Anderson Monteiro (PSC), Camilla Toscano (PSDB), Tovar Correia (PSDB), Cabo Gilberto (PSL); entre outros.


Ausências


No entanto, algumas ausências foram sentidas nesse registro. Um deles, que era tido como integrante do grupo de oposição ao governador João Azevêdo (Cidadania), é o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), o que pode indicar uma saída de Cartaxo dessa linha. Outras ausências sentidas foram as do prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), e da senadora Daniella Ribeiro (PP).




Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba