Tasso afirma que PSDB não vai apoiar Bolsonaro - BLOG DO GERALDO ANDRADE

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Tasso afirma que PSDB não vai apoiar Bolsonaro

 

Em entrevista ao site Uol, o senador Tasso Jereissati (PSDB) declarou que seu partido não deve apoiar o Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), nas eleições de 2022. Segundo ele, a sigla é totalmente contrária a forma como o governo Federal vem sendo conduzido.






Para Tasso Jereissati, as medidas tomadas por Jair Bolsonaro nas questões ambientais, de gestão e na pandemia são criminosas. “O núcleo do PSDB, o PSDB que eu presidi, é radicalmente contra o governo Bolsonaro e o responsabiliza por medidas quase que criminosas em relação ao tratamento, a condução da covid, a questão ambiental, questão de costumes, questão de gestão”, disse. Ele ainda relembrou o episódio acontecido em uma churrascaria de Brasília, quando o Presidente da República utilizou palavras de baixo calão ao tentar explicar sobre o gasto com Leite Condensado. “Isso desmoraliza moralmente a Presidência, e o presidente da República tem que ser referência e não líder de um comportamento chulo como esse”, afirmou.




Tasso Jereissati foi presidente do PSDB em duas oportunidades: entre os anos de 1991 e 1993 e entre 2005 a 2007. Atualmente, o partido é comandado pelo ex-deputado federal pernambucano, Bruno Araújo.




Possíveis candidatos




Ainda na entrevista, Tasso Jereissati apontou os governadores de São Paulo, João Dória (PSDB), e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), como possíveis nomes que poderão ser lançados pelo partido a candidato nas eleições presidenciais em 2022. “Acho que temos duas candidaturas dentro do partido, duas lideranças. Uma óbvia, que é do governador Doria. Afinal de contas, é governador do estado de São Paulo e São Paulo é sempre um presidenciável. Mas temos também o governador do Rio Grande do Sul, um dos maiores sucessos políticos e administrativos dessa nova geração de políticos brasileiros”, disse.




Porém, Tasso Jereissati não descartou a possibilidade do PSDB apoiar um outro candidato: o apresentador da TV Globo, Luciano Huck. “é uma pessoa jovem, idealista, tem vontade, tem se esforçado em aprender”, explicou.




Fonte: Ceará News