Novo áudio revela proximidade de Ricardo Coutinho e Daniel; ex-governador queria candidato mamulengo e Daniel confessa que nunca esteve com João Azevêdo - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Novo áudio revela proximidade de Ricardo Coutinho e Daniel; ex-governador queria candidato mamulengo e Daniel confessa que nunca esteve com João Azevêdo



Um novo áudio de uma conversa entre o ex-governador Ricardo Coutinho e o ex-dirigente da Cruz Vermelha do Brasil, Daniel Gomes, delator na Operação Calvário, demonstra intimidade e cumplicidade entre os dois. Além de tratar do recebimento de propinas, os dois também combinavam até mesmo questões internas sobre candidaturas e campanhas eleitorais. Neste novo áudio revelado pelo ClickPB, que foi gravado no mês de março de 2018, Ricardo e Daniel comentavam principalmente sobre a possibilidade de candidatura do ex-governador ao cargo de senador.

Daniel chegou a comentar com Ricardo Coutinho sobre a possibilidade de sair como candidato ao Senado. “Seu perfil é executivo”, declarou Daniel dizendo ainda que “eu sei que a sua decisão é uma decisão difícil… E o senhor sabe avaliar”. Logo no início da conversa, Ricardo confessa que não estava querendo sair do cargo de governador.

Daniel demonstra certo temor caso Ricardo Coutinho deixasse o cargo de governador para lançar candidatura. “Seis meses é suficiente pra... acabar com tudo”, declara Daniel sem especificar o que seria esse “tudo”.

Pouco depois dessa conversa, no dia 6 do mês de abril de 2018, Ricardo anunciou oficialmente que iria permanecer como governador e descartar a possibilidade de se candidatar ao Senado. Na oportunidade, Ricardo Coutinho anunciou sua intenção de permanecer no cargo de governador até o fim do mandato, e não renunciar ao cargo para se lançar como candidato a senador, como estava sendo cotado.

Além de debater a candidatura de Ricardo Coutinho, Daniel também confirmou o apoio a ele apesar de qual decisão fosse tomada. “A gente vai estar juntos. O que o senhor precisar, independentemente de qualquer coisa, o senhor já sabe disso”, afirmou o então dirigente da Cruz Vermelha.

Ricardo fez questão de enfatizar também que a sua decisão de não lançar candidatura ao Senado e continuar em cargos públicos teria consequências. “Agora depois que eu saia eu vou querer uma COBERTURA”, declarou o ex-governador, recebendo em seguida um sinal de concordância de Daniel.

Apesar da forte intimidade com o ex-governador Ricardo Coutinho, Daniel Gomes revelou que não conhecia o então candidato ao Governo João Azevêdo. Ainda nesta conversa, o delator afirmou que “é claro que torço muito que João ganhe. Eu nem conheço o João. Não tenho relação com ele. Primeiro minha relação é consigo (sic), mas efetivamente vamos ajudar no que puder ajudar”.

Apesar da forte intimidade com o ex-governador Ricardo Coutinho, Daniel Gomes revelou que não conhecia o então candidato ao Governo João Azevêdo. Ainda nesta conversa, o delator afirmou que “é claro que torço muito que João ganhe. Eu nem conheço o João. Não tenho relação com ele. Primeiro minha relação é consigo (sic), mas efetivamente vamos ajudar no que puder ajudar”.

Ricardo Coutinho assumiu que sua intenção era ter um candidato “mamulengo”, a quem pudesse manipular e demonstrou bastante confiança em uma possível vitória de João Azevêdo. “Ele tá muito forte... Ele é muito forte… impressionantemente forte, porquê?... porque no oitavo ano é Geni, né!”.






TRANSCRIÇÃO

DANIEL: O que depois eu vou... lhe propor...se o senhor... fica... eu não sei como é que vai ficar aí... (barulho)... eu sei que o senhor tá a mil por hora... definindo se fica ou se não fica, se sai ou se não sai, essas coisas que todas aí... o que o senhor fizer a gente via apoiar... se eventualmente o senhor ficar... eu vou lhe pedir é pra gente depois dar um gás no LIFESA diferente... é... mas eu acho que o senhor tinha que sair ... mas ... eu sei que depende de “n” fatores ... 

RICARDO COUTINHO: Eu não tô... 

DANIEL: Eu sei que é difícil... 

RICARDO COUTINHO: Não tô querendo... não tô querendo sair não... eu não quero... pessoalmente... 

DANIEL: Eu sei ... é ... mas acho que pra alavancar o ... o JOÃO, o senhor tinha que tá candidato governador ... 

RICARDO COUTINHO: É, mas ... aí é o tipo da coisa ... correr o risco pra não chegar e dar um tombo alto ... 

DANIEL: Concordo ... concordo ... e seis meses ele é suficiente pra ... acabar com tudo ... 

RICARDO COUTINHO: Não, não… Rapaz, vou dizer qual é a questão ... 

DANIEL: Não! ... e é verdade ... 

RICARDO COUTINHO: O estado está cheio de dinheiro… A questão, ele não tem dinheiro sobrando ... 

DANIEL: Claro, mas tá estruturado!

RICARDO COUTINHO: Porém se tem dinheiro de uma obra que vai ser medida ... se eu tenho dinheiro ... se eu tenho dinheiro pra pagar não sei quantos meses lá do HOSPITAL ... ora! a tentação de quem pegar isso ... ”que porra de ... eu vou é aqui homem ... deixa eu comprar aqui pirulito, que pirulito é bom” ... 

DANIEL: Claro, claro ... 

RICARDO COUTINHO: Acabou e… eu não vou permitir isso ... eu ... num ... num ... num ... eu ... eu vou ter que concluir esse ciclo aí né! ... todo dentro do ... e a outra parte é que eu ... sabe!? Eu não ... eu iria…Até a força ... eu ... eu não gosto de BRASILIA ... não gosto do ambiente ... não gosto da cidade ... eu ... 

DANIEL: Não seu perfil é ...é executivo né ... .seu perfil é executivo ... 

RICARDO COUTINHO: Sabe ... muita coisa ... tem nego hoje rapaz que da ...bota dedo na cara de político ...  faz o ... o ... eu não ... 

DANIEL: Eu sei que ... eu sei que a sua decisão é uma decisão ... difícil ...E o senhor ... e o senhor sabe avaliar ... 

RICARDO COUTINHO: Mas de não ... você vai ter que se proteger ... eu digo me proteger de que? Porque! ... se um filho da puta desse quiser me ... me lascar sem eu ter culpa ... quer me lascar e eu ... aonde esteja ... 

DANIEL: Acho que proteger até é o de menos GOVERNADOR, acho que o principal de fato é pra eleger o JOÃO ... eu não sei se o senhor não estando candidato se consegue ... e ... se ele vai ter ... e uma coisa é o senhor botar do lado ... e rodar tudo ... 

RICARDO COUTINHO: É por outro lado se eu tiver um ... um GANGA PÉ do ESTADO, da gestão ... 

DANIEL: Sem dúvida alguma ... 

RICARDO COUTINHO: Aí eu ... escapo …

DANIEL: Te lasca ... 

RICARDO COUTINHO: Eu escapo!

DANIEL: Te lasca do outro lado ... 

RICARDO COUTINHO: Eu escapo, mas ele não ... 

DANIEL: Ele não ... 

RICARDO COUTINHO: Ele não tem pra onde correr ... aí se lasca ... eu escapo ... entendeu!? ... Então isso ... eu vou arriscar um canga pé desse, ou seja ... eu tinha uma formula aí e tal ... ”vamos aqui fazer uma formula e tal, amarrar todo mundo tal ... entra todo mundo no PSB assina aqui uma renúncia em branco ... enfim ... mas ... sabe ... como eles acham ...que eu jamais deixaria de sair candidato ....Então ...é o raciocínio mesmo de todo mundo né ... como eles acham isso ... 

DANIEL: É porque é uma eleição garantida né ... 

RICARDO COUTINHO: Criam dificuldades ... 

DANIEL: A sua ... A sua é garantida ... 

RICARDO COUTINHO: É mas ... eu realmente tô ... assim eu tenho que concluir tudo isso ... eu tenho que levar as coisas pra ... 

DANIEL: Eu ... eu entendo perfeitamente seu dilema ... vamos tá lhe apoiando em qualquer decisão que o senhor tome efetivamente ... 

RICARDO COUTINHO: depois que eu saia eu vou querer uma COBERTURA ... 

DANIEL: Claro ... 

RICARDO COUTINHO:  Porque… Ás vezes, óbvio ...porquê ... 

DANIEL: Fato… e a gente vai tá juntos ... o que o senhor precisar, independentemente de qualquer coisa, o senhor já sabe disso ... é a… é claro que torço muito que JOÃO ganhe. Eu nem conheço o JOÃO. Não tenho relação com ele ... primeiro minha relação é consigo (sic), mas efetivamente vamos ajudar no que puder ajudar ... mas eu não tenho dúvida ... 

RICARDO COUTINHO: Ele tá muito forte ... Ele é muito forte… impressionantemente forte porquê? ... porque no oitavo ano é geni, né! Não tem ... você chegar em JOÃO PESSOA… que era um… JOÃO PESSOA não é terra de ... não é aquele filão (ininteligível) JOÃO PESSOA …

DANIEL: Eu ... eu ... eu sou um cara bem antenado com pesquisa ... até porque o LENILTON também sempre me dá essas informações… eu pedi pra que ele levantasse… O senhor ...com os pés nas costas ... se for senador ... acho que o senhor faz o outro senador também junto… Acho que o senhor faz o governador, mas se o senhor vier candidato… Na minha opinião né… Porque acho que ... primeiro de tudo o senhor tem discurso né… O senhor gosta de rodar isso tudo ... é muito quisto no estado todo ... mas ... 

RICARDO COUTINHO: É ... 

DANIEL: Mas tem esse risco ... se efetivamente ... 

RICARDO COUTINHO: ... (ininteligível) .

DANIEL: E eu vi ... eu vi ... e eu vi isso com CRIVELA agora ... CRIVELA no RIO DE JANEIRO ... em seis meses acabou com o RIO DE JANEIRO ... eu tenho vários contratos lá ... acabou ... eu tô atrasando ... eu tô atrasando a folha de pagamento da PREFEITURA DO RIO que não acontecia ... sei lá ... há quinze anos ... em seis meses ele conseguiu essa proeza ... hoje eu recebo melhor do estado que tá quebrado do que da PREFEITURA ... 



Fonte: Click PB