Bolsonaro deixa hospital nos EUA e planeja retorno para o Brasil - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quarta-feira, 11 de janeiro de 2023

Bolsonaro deixa hospital nos EUA e planeja retorno para o Brasil

 

Foto: ADRIANO MACHADO/REUTERS

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deixou, nesta terça-feira (10), o hospital AdventHealth Celebration em que estava internado em Orlando, nos Estados Unidos. Segundo interlocutores do político consultados pelo UOL, ele planeja antecipar o retorno ao Brasil.

Ele planejava ficar com a esposa, Michelle Bolsonaro, e a filha Laura, 11, até o fim de janeiro. A internação e a decisão de voltar para o Brasil ocorrem após atos de extremistas em Brasília.


O objetivo da internação foi investigar possível obstrução intestinal.


Contra decisão de médicos dos EUA. Um dos motivos que teria motivado a saída voluntária de Bolsonaro do AdventHealth é que ele prefere ficar sob os cuidados do cirurgião Antônio Luiz Macedo, médico que o acompanha desde a facada sofrida durante a campanha de 2018.


Desde o incidente, o ex-presidente esteve internado em hospitais em algumas ocasiões para realizar cirurgias e exames.


6 de setembro de 2018: realizou operação de urgência após ser atacado por uma facada de Adélio Bispo em ato de campanha

12 de setembro de 2018: passou por nova cirurgia de emergência por complicação causada pela aderência das paredes do intestino

28 de janeiro de 2019: submeteu-se a uma nova cirurgia para retirada da bolsa de colostomia

8 de setembro de 2019: fez nova cirurgia para correção de uma hérnia incisional na região da área atingida pela facada

25 de setembro de 2020: retirada de cálculo na bexiga

14 de julho de 2021: ficou quatro dias internado no hospital Vila Nova Star para tratamento de uma obstrução intestinal

03 de janeiro de 2022: ficou três dias internado para tratamento de obstrução intestinal após ingerir um camarão sem mastigar durante férias em Santa Catarina

28 de março de 2022: ficou um dia internado para tratar um desconforto abdominal. Houve suspeita de nova obstrução intestinal, o que acabou não se confirmando


Fonte: UOL