Morre o ex-vereador de Cajazeiras, Severino Dantas, uma vida dedicada às causas sociais, ao socialismo e ao PT - BLOG DO GERALDO ANDRADE

sexta-feira, 27 de maio de 2022

Morre o ex-vereador de Cajazeiras, Severino Dantas, uma vida dedicada às causas sociais, ao socialismo e ao PT

 

Faleceu sexta-feira (27) de maio em Cajazeiras-PB, o servidor público aposentado,  ex-vereador, ex-dirigente partidário e fundador do PT no Estado da Paraíba, Severino Dantas Fernandes, aos 79 anos.   Deixa viúva a petista militante, Sra. Ana Ricarte Dantas. O casamento religioso foi em dezembro de 2014, na Comunidade de Bálsamo-São João do Rio do Peixe-PB, tendo como celebrante o então deputado estadual e hoje deputado federal, Frei Anastácio (PT), amigo do casal. Eles já eram casados no civil há vários anos. 


No ano de 1956 saiu da Comunidade Bálsamo no município de São João do Rio do Peixe/PB (antiga Antenor Navarro), com o objetivo de estudar no Seminário dos Franciscanos localizado em Triunfo-PE. Em seguida, em 1962, mudou-se para João Pessoa-PB, ocasião em que ingressou nos movimentos estudantis e em seguida nas Ligas Camponesas lideradas no Nordeste pelo advogado e ex-deputado federal Francisco Julião Arruda de Paula, sendo seus companheiros todos integrantes do Partido Operário Revolucionário (Trotskista) no ano de 1964.


Com o advento do Golpe Militar, Severino Dantas foi compelido a abandonar as atividades estudantis, bem como, seu emprego no Movimento de Alfabetização Popular – Método Paulo Freire, extinto pelo citado Golpe. Depois o Golpe Militar de 1964, juntamente com outros companheiros, passou a viver na clandestinidade realizando vários eventos como o objetivo de rearticular o movimento popular das Ligas Camponesas e os movimentos estudantis através do famoso “grupo dos 05” e dando continuidade ao movimento nacionalista encabeçado por Leonel Brizola.


Em 1965 mudou-se para Fortaleza-se, onde, junto com outros companheiros fundou uma Secção Brasileira da Quarta Internacional, mas permaneceu naquele estado somente até dezembro de 1965, pois o grupo havia sido descoberto pela polícia, que passou a perseguí-lo, e por segurança, partiu para a cidade São Paulo para participar de cursos de formação política e tentar uma vaga no mercado de trabalho.


Em janeiro de 1966, Severino Dantas deixou a cidade de São Paulo com destino a Porto Alegre e de lá para Montevidéu, capital do Uruguai e em seguida, de barco, foi para a Argentina, onde, após viver clandestinamente alguns anos, recebeu do governo argentino autorização de permanência naquele país. Por conta da perseguição sofrida por ocasião das operações militares, como não o localizava quem sofria as consequências era seu pai, Sr. Manoel Guerra Dantas, que por duas vezes fora preso e levado para a Superintendência da Polícia Federal de João Pessoa para que confessasse onde seu filho poderia ser encontrado.


No começo dos anos de 1980 foi fundador do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, onde ocupou vários cargos de direção e também tendo sido candidato a Deputado Federal em 1986.


Em 1996 Severino Dantas disputou o cargo de vereador em Cajazeiras pelo Partido dos Trabalhadores, obtendo 820 votos, 3,55% dos votos válidos. Tendo sido eleito. Na eleição de 2000 foi reeleito pelo PT com 509  votos. No pleito de 2004 voltou a disputar uma cadeira na Casa Legislativa Otacílio Jurema, obtendo a expressiva votação de 1.327 votos, 4,34% dos votos válidos. Foi o terceiro colocado. No pleito de 2008 é reeleito com 914 votos, 2,82% dos votos válidos.


Severino Dantas é um marco na história do PT no Brasil e na Paraíba. Seu legado, sua luta e sua história permanecem como referência para as novas gerações de homens e mulheres que sonham e lutam por dias melhores e por justiça social no Brasil.


Abdias Duque de Abrantes

Advogado, jornalista, servidor público e pós-graduado em Direito e Processo do Trabalho pela Universidade Potiguar (UnP), que integra a Laureate International Universities.


Blog do Geraldo Andrade