Padre Gervásio Queiroga completa 60 anos de de sacerdócio - BLOG DO GERALDO ANDRADE

segunda-feira, 2 de agosto de 2021

Padre Gervásio Queiroga completa 60 anos de de sacerdócio

 

O padre Gervásio Fernandes de Queiroga celebrou segunda-feira (26) de julho, 60 anos de ordenação sacerdotal, que se deu pelas mãos do Bispo Diocesano de Cajazeiras, Dom Zacarias Rolim de Moura, no dia 26 de julho de 1961.


Antes de ir para os bancos escolares recebeu as primeiras lições de sua mãe, Ana Fernandes de Queiroga, casada com João Adelino de Queiroga, um guarda fio dos Correios e Telégrafos e desta união conjugal  nasceram onze filhos. Teve como primeira educadora, já na cidade São João do Rio do Peixe, a famosa mestra Conceição Freitas, irmã do saudoso Monsenhor Vicente Freitas, no Grupo Escolar Joaquim Távora.


Fundou, em 1985, o Instituto Jesus Missionário dos Pobres, raiz da Sociedade Missionária para a Evangelização dos Pobres, fruto de seu incansável coração missionário. 


Possui graduação em Direito pela Universidade Federal da Paraíba(1980), graduação em Filosofia pela Pontíficia Universidade Gregoriana(1955), mestrado em Filosofia pela Pontíficia Universidade Gregoriana(1955) e doutorado em Direito Canônico pela Pontíficia Universidade Gregoriana (1976). Foi professor titular da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Cajazeiras Paraiba (FAFIC). Tem experiência na área de Filosofia.


Padre Gervásio nasceu no município de Uiraúna, no dia 19 de junho de 1934. Filho de João Adelino de Queiroga e Ana Fernandes de Queiroga, aos 12 anos tornou-se aluno do Seminário em João Pessoa. 


Padre Gervásio foi assessor da presidência da CNBB Nacional por 21 anos, tendo trabalhado ao lado de expoentes  da Igreja do Brasil, como Dom Ivo Lorscheiter e seu primo, Dom Aluísio Lorscheiter, Dom Luciano Mendes de Almeida e Dom Raymundo de Assis Damasceno.


Padre Gervásio é poliglota fala e escreve  Latim, Grego, Italiano, Espanhol e Inglês.


A tristeza da minha vida é não ser santo

(Padre Gervásio)



O Padre Gervásio Fernandes de Queiroga foi nomeado pelo Papa emérito, Bento XVI, capelão pessoal de sua santidade.


Padre Gervásio Fernandes de Queiroga bateu de frente, em Cajazeiras, com forças influentes, poderosas, alinhadas com o stablishment derivado do golpe militar de 1964. Dono de uma visão crítica que o torna inconformista permanente, padre Gervásio foi secretário particular de Dom Zacarias Rolim de Moura, a figura mais importante da Diocese de Cajazeiras, que faleceu em 1992, aos 77 anos de idade.


Prestou  relevantes serviços a Diocese de Cajazeiras. Foi professor fundador da Faculdade de Filosofia de Cajazeiras (FAFIC), vigário de diversas paróquias, principalmente da Catedral de Nossa Senhora da Piedade, entre 27 de junho de 1976 a 6 de setembro de 1979, tendo-a recebido das mãos do Monsenhor Luís Gualberto de Andrade e a entregue ao Padre Antonio Luís do Nascimento. Enquanto vigário da Catedral realizou, as famosas “Festas da Amizade”, nas celebrações em honra a Nossa Senhora da Piedade, quando conseguiu reunir e resgatar a tradição da Festa da Padroeira.


A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou por unanimidade em 2019 a entrega da Medalha “Padre Inácio de Sousa Rolim – Padre Rolim” ao educador Padre Gervásio Fernandes de Queiroga.


Padre Gervásio  pregou o voto contra Bolsonaro


Monsenhor Gervásio de Queiroga, um dos líderes católicos mais respeitados do Brasil, gravou um vídeo se posicionando contra o candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e fazendo um apelo para que as pessoas não votassem  no ex-militar.


Padre Gervásio justificou  seu posicionamento contra Jair Bolsonaro afirmando, entre outras coisas, que durante 26 anos de carreira política como parlamentar ele não deu nenhuma contribuição ao país (nesse período só teve dois projetos aprovados). Ainda segundo o padre, Bolsonaro defende a tortura, a violência, despreza as mulheres, votou contra os direitos dos trabalhador…


Blog do Geraldo Andrade