Mulher tenta sacar dinheiro e descobre saldo de US$ 1 bilhão na conta bancária - BLOG DO GERALDO ANDRADE

terça-feira, 22 de junho de 2021

Mulher tenta sacar dinheiro e descobre saldo de US$ 1 bilhão na conta bancária

 

Uma moradora do estado da Flórida, nos Estados Unidos, se surpreendeu ao tentar sacar uma quantia mínima de um caixa eletrônico no último domingo (20). Ao solicitar US$ 20, valor equivalente a R$ 100, ela recebeu o aviso de que possuía quase US$ 1 bilhão na conta pessoal.

Julia Yonkowski, que vive na cidade de Largo, viu no recibo emitido pelo caixa que seu saldo bancário era de US$ 999,985,855.94. Entretanto, ela revelou, não sabia de onde o montante poderia ter surgido.

"Ai meu Deus, eu fiquei horrorizada. Eu sei que a maioria das pessoas pensaria que ganhou na loteria, mas eu fiquei apavorada", contou a idosa em entrevista ao portal norte-americano WFLA ainda no fim de semana.

Entrevista de Julia Yonkowski
Legenda: Julia revelou que ficou assustada ao retirar o extrato bancário no caixa eletrônico
Foto: reprodução/WFLA

Após o choque, Julia tentou entrar em contato com os representantes do 'Chase Bank', instituição na qual mantém a conta bancária. No entanto, não conseguiu contato com representantes além do atendimento telefônico.

PEQUENA RETIRADA

Com a tentativa de contato frustrada, Yonkowski ainda revelou que preferiu não olhar a conta novamente, justamente por não reconhecer a origem do dinheiro.

"Quando eu tentei retirar os US$ 20, a máquina me informou que eu poderia entrar em cheque especial e que haveria uma cobrança por isso. Então eu pensei: 'não, então esquece'".
JULIA YONKOWSKI
Moradora da Flórida

Ela também contou que chegou a dividir a conta com o marido, mas o homem morreu recentemente. "Já li histórias sobre pessoas que pegaram o dinheiro e tiveram que devolver. Isso me assusta porque tenho medo de ameaças da Internet", finalizou.


RESPOSTA DO BANCO

Apesar da falta de contato durante o fim de semana, o Chase Bank concedeu posicionamento ainda nesta terça-feira (22) ao jornal New York Post.

Segundo Amy Bonitatibus, porta-voz da instituição bancária, o valor mostrado à idosa não era o saldo verdadeiro, mas sim um valor negativo utilizado pelo próprio banco parar chamar a atenção de Julia sobre um problema na conta.

"Nossa filial local e o atendimento ao cliente do nosso grupo já entrou em contato com a senhora Yonkowski ontem para esclarecer a discrepância", garantiu a representante à publicação do The Post.


Fonte:Diário do Sertão