Membro da executiva nacional do PT descarta articulação para RC ingressar na sigla: “Não há tratativa dessa natureza” - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quarta-feira, 23 de junho de 2021

Membro da executiva nacional do PT descarta articulação para RC ingressar na sigla: “Não há tratativa dessa natureza”

 


“Isso não foi tratado. Não há nenhuma tratativa dessa natureza”. A declaração é do deputado estadual Paulo Teixeira, do PT de São Paulo, e membro da executiva nacional da sigla, ao descartar qualquer movimentação partidária para atrair o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), para os quadros do Partido dos Trabalhadores, com vistas as eleições estaduais de 2022.



Segundo ele, o socialista fez ontem, terça-feira (23), apenas uma visita de cortesia à cúpula petista, mas sem pretensões partidárias.


“Ele esteve em Brasília para participar da filiação do governador Dino e do deputado Freixo, fez uma visita de cortesia à cúpula petista, foi uma conversa protocolar, com troca de informações”, disse. As declarações do parlamentar repercutiram em entrevista ao program Arapuan Verdade.


No atual cenário, o ex-governador paraibano se coloca como pré-candidato ao Senado Federal, mas tem sido frustrado pela executiva nacional e estadual do PSB, que têm colocado um freio ao ímpeto do socialista. A direção nacional, por exemplo, deixou claro que não há definições sobre cargos majoritários pois o objetivo do partido, neste momento, seria formar chapas de candidatos a deputados federais para a formação de uma bancada ampla na Câmara dos Deputados.


Contra Ricardo Coutinho também pesa o fato de ele ter sido considerado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral, em duas Aijes julgadas em novembro do ano passado. O órgão máximo da Justiça Eleitoral rejeitou o último embargo apresentado por sua defesa, deixando o socialista, a preço de hoje, inelegível pelos próximos oito anos, o que inclui as eleições de 2022.


As condenações contram Coutinho miram em ​processos que investigaram suposto abuso de poder econômico, que foram apurados nas Aijes do Empreender, dos Codificados e da PBPrev.


Fonte: PB Agora