Traição no PP: José Aldemir ‘escanteia’ Aguinaldo e articula apoios para Wellington Roberto no Sertão - BLOG DO GERALDO ANDRADE

domingo, 18 de abril de 2021

Traição no PP: José Aldemir ‘escanteia’ Aguinaldo e articula apoios para Wellington Roberto no Sertão


A estreita relação política dentro dos Progressistas da Paraíba entre o prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, e o deputado federal Aguinaldo Ribeiro entrou em abalo nas últimas semanas com fortes rumores de traição. O motivo principal para o estremecimento da parceria seria a estratégia do prefeito sertanejo de montar palanque duplo e articular importantes apoios na região para o também deputado federal Wellington Roberto. Por conta das manobras políticas intermediadas pelo gestor cajazeirense, nomes que até então eram contabilizados como apoios certos para Aguinaldo estão fechando parcerias com o deputado do Partido Liberal.

 

O caso que vem causando maior mal-estar dentro dos Progressistas é a parceria político-administrativa firmada entre a prefeita de Uiraúna, Leninha Romão, e o deputado federal Wellington Roberto. A novidade causou surpresa no cenário político sertanejo, uma vez que Leninha foi levada para o Progressistas pelas mãos de José Aldemir e da deputada estadual Dra. Paula Francinenete e recebeu total apoio no pleito eleitoral de 2020 de Aguinaldo Ribeiro, bem como da senadora Daniella Ribeiro.


 


Se para os ‘Ribeiros’ as movimentações de José Aldemir em favor de Wellington Roberto chega a ser uma surpresa com ares de traição, para os que vêm acompanhando mais de perto a cena política de Cajazeiras nos últimos tempos a articulação não chega a causar grande admiração. Com origens na Terra do Padre Rolim, Wellington deu apoio político e partidário à reeleição de José Aldemir e já era esperado um gesto de retribuição por parte do prefeito cajazeirense em relação ao projeto do deputado de buscar renovar o seu mandato em 2022. Em cajazeiras também se cogita a possibilidade de alguns vereadores da base governista também pedir votos para o líder do PL.


 


Palanque duplo


A estratégia de montar palanque duplo não é algo novo em se tratando da atuação política de José Aldemir. No primeiro turno das eleições para governador de 2010 o então deputado estadual se dividiu entre o apoio partidário a Ricardo Coutinho e uma simpatia explícita pela reeleição de José Maranhão. O apoio aberto ao socialista só veio no segundo turno, quando RC assumiu o favoritismo. Nas eleições de 2016, José Aldemir também assumiu o apoio partidário à candidatura de Lucélio Cartaxo, mas os seus aliados em vários municípios, a exemplo de São João do Rio do Peixe e Triunfo, e o seu próprio vice-prefeito, Marcos do Riacho do Meio, votaram abertamente em José Maranhão




Fonte:: Divulgação do Sertão

Blog do Geraldo Andrade