‘RESPEITA MEU NORDESTE’: estudante de Cajazeiras é um dos 28 brasileiros com nota mil no Enem - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quinta-feira, 1 de abril de 2021

‘RESPEITA MEU NORDESTE’: estudante de Cajazeiras é um dos 28 brasileiros com nota mil no Enem

 

Um estudante de Cajazeiras, de apenas 18 anos, está entre os 28 candidatos que obtiveram nota mil na Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, segundo balanço  pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Na Paraíba, foram 3 estudantes com nota mil, sendo dois da Capital, João Pessoa. De Cajazeiras, o estudante Francisco Mateus Alexandre de Lima comemorou o resultado obtido na redação. “Respeita meu Nordeste”, escreveu nas redes sociais.

Conforme o Inep, as cidades de Aracaju (SE), Cajazeiras (PB), Imperatriz (MA), Macaúbas (BA), Maceió (AL), Natal (RN), Paulo Afonso (BA) e Recife (PE) também tiveram apenas uma redação com nota máxima cada.  A maior parte dos estudantes com nota máxima é do Nordeste: 12. Em seguida vem o Sudeste (11), a região Norte (3) e o Centro-Oeste (2).

Cursando Odontologia em uma faculdade particular e trabalhando, Francisco Mateus Alexandre de Lima organizou o tempo nas horas vagas e com dedicação, recebeu nota máxima no Enem. Nas redes sociais, amigos, familiares e ex-professores parabenizaram o estudante cajazeirense pela conquista.

Mais de 87 mil candidatos zeraram a prova de redação. 20 mulheres e 8 homens tiraram nota máxima na prova de redação.

Da Paraíba, também tirou nota máxima a estudante Aline Soares Alves, de 18 anos. A aluna nasceu em Fortaleza, mas mora em João Pessoa. Ao G1, ela disse que para atingir a nota máxima, precisou driblar a falta de concentração nas aulas à distância, por causa da pandemia, deixar o celular de lado e escrever até duas redações por semana.

“Minha rotina de estudos foi bem diferente da que era antes da pandemia, precisei mudar muita coisa. Eu tive muita dificuldade em prestar atenção na aula EAD, foi muito difícil porque qualquer coisa me distraía, principalmente o celular”, disse em entrevista ao G1PB.





COMPARTILHE:
Facebook
Twitter
WhatsApp
Email


Fonte: Polêmica Paraíba com informações de G1 e Sertão Informado

Créditos: Polêmica Paraíba

Um estudante de Cajazeiras, de apenas 18 anos, está entre os 28 candidatos que obtiveram nota mil na Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, segundo balanço  pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).


Na Paraíba, foram 3 estudantes com nota mil, sendo dois da Capital, João Pessoa. De Cajazeiras, o estudante Francisco Mateus Alexandre de Lima comemorou o resultado obtido na redação. “Respeita meu Nordeste”, escreveu nas redes sociais.


Conforme o Inep, as cidades de Aracaju (SE), Cajazeiras (PB), Imperatriz (MA), Macaúbas (BA), Maceió (AL), Natal (RN), Paulo Afonso (BA) e Recife (PE) também tiveram apenas uma redação com nota máxima cada.  A maior parte dos estudantes com nota máxima é do Nordeste: 12. Em seguida vem o Sudeste (11), a região Norte (3) e o Centro-Oeste (2).


Cursando Odontologia em uma faculdade particular e trabalhando, Francisco Mateus Alexandre de Lima organizou o tempo nas horas vagas e com dedicação, recebeu nota máxima no Enem. Nas redes sociais, amigos, familiares e ex-professores parabenizaram o estudante cajazeirense pela conquista.


Mais de 87 mil candidatos zeraram a prova de redação. 20 mulheres e 8 homens tiraram nota máxima na prova de redação.


Da Paraíba, também tirou nota máxima a estudante Aline Soares Alves, de 18 anos. A aluna nasceu em Fortaleza, mas mora em João Pessoa. Ao G1, ela disse que para atingir a nota máxima, precisou driblar a falta de concentração nas aulas à distância, por causa da pandemia, deixar o celular de lado e escrever até duas redações por semana.


“Minha rotina de estudos foi bem diferente da que era antes da pandemia, precisei mudar muita coisa. Eu tive muita dificuldade em prestar atenção na aula EAD, foi muito difícil porque qualquer coisa me distraía, principalmente o celular”, disse em entrevista ao G1PB.




Fonte: Polêmica Paraíba com informações de G1 e Sertão Informado

Créditos: Polêmica Paraíba