UNANIMIDADE: Senado aprova empréstimos de US$ 173 milhões para a Paraíba - BLOG DO GERALDO ANDRADE

terça-feira, 20 de outubro de 2020

UNANIMIDADE: Senado aprova empréstimos de US$ 173 milhões para a Paraíba

 

O Senado da República aprovou, por unanimidade, a liberação de US$ 173 milhões em empréstimos de bancos internacionais para a Paraíba. As operações de crédito externo já haviam sido autorizadas pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e com o Banco Mundial e contou com o apoio dos três senadores da Paraíba.


Desses recursos, US$ 126,9 milhões, serão usados na melhoria da infraestrutura hídrica e de saneamento, enquanto os outros US$ 45,2 milhões serão aplicados na melhoria da gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e na consolidação da Rede de Atenção à Saúde no estado.  Após a aprovação dos projetos, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, parabenizou os senadores da Paraíba.


Em entrevista ao Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM, José Maranhão elogiou a união dos senadores da Paraíba na aprovação dos projetos. “Isso mostra o alto nível político dessa Casa, que representa a federação. Nós aqui não fazemos politicagem, fazemos política com P maiúsculo, ou seja, visando o interesse público. Eu relatei favoravelmente esse projeto, pois tenho certeza que a aplicação correta dos recursos desse empréstimo vão gerar benefícios para o desenvolvimento e o bem-estar da Paraíba”, ressaltou o senador José Maranhão, que relatou o projeto referente ao empréstimo do Banco Mundial.


Os quase US$ 127 milhões a serem emprestados pela instituição serão usados no incremento da gestão hídrica e em serviços de saneamento na Paraíba, que, segundo o governo estadual, apresenta “desafios significativos”. Em relação aos recursos do BID, o programa teve como relator o senador Ney Suassuna.  O projeto prevê, dentre outras medidas, investimentos em infraestrutura tecnológica dos 33 hospitais estaduais; implantação de prontuário eletrônico dos pacientes nas unidades de gestão estadual e da história clínica em pelo menos quatro Unidades de Pronto Atendimento (UPA).



Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba