BERNARDINO BATISTABERNARDINO BATISTA: Marquinhos Gomes é investigado pelo MPPB por pagamentos de diárias não comprovadas quando era presidente da câmara, ex-presidente poderá terminar preso - BLOG DO GERALDO ANDRADE

sexta-feira, 26 de junho de 2020

BERNARDINO BATISTABERNARDINO BATISTA: Marquinhos Gomes é investigado pelo MPPB por pagamentos de diárias não comprovadas quando era presidente da câmara, ex-presidente poderá terminar preso



O pré-candidato a prefeito pelo grupo de oposição, Marquinhos Gomes, está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado da Paraíba, por pagamentos de diárias não comprovadas quando era presidente da câmara daquele município, o ex-presidente do poder legislativo Batistense, poderá terminar preso.

O objetivo da investigação do Ministério público teve procedimento instaurado mediante informações do Tribunal de Contas do Estado, em que o ex-presidente da Câmara Marquinhos Gomes, pagava diárias como complemento salarial e está sendo alvo de investigação no Ministério Público da Paraíba , com inquérito civil já instaurado e em andamento que possui, como objeto, a possível prática de atos de improbidade administrativa e de possível crime de peculato.


No ano de 2008, quando Marquinhos Gomes era presidente da Câmara, pagava um valor fixo a título de diárias inexistentes, mas que, na verdade, eram verdadeiros complementos salariais (não diárias com comprovação), quando se considera o pagamento indiscriminado, totalizando um montante de R$ 38.800,00 (Trinta e Oito Mil e Oitocentos Reais) de débito ao erário.

Neste Inquérito Civil Público, figura como reclamante, o Ministério Público e Marquinhos Gomes como investigado.

A promotora Dra Flávia Cesarino mandou requisitar, pessoalmente, do Presidente da Câmara de Bernardino Batista o fornecimento de documentos:
Segundo o artigo 10, Lei de Ação Civil Pública, o ato cometido constitui crime, punido com pena de reclusão de 1 a 3 anos, mais multa.




Fonte: Uiraúna em Foco Assessoria