Em vídeo de reunião, ministro da Educação disse que ministros do STF deveriam ser presos - BLOG DO GERALDO ANDRADE

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Em vídeo de reunião, ministro da Educação disse que ministros do STF deveriam ser presos

19022020 o ministro da educacao abraham weintraub participa do primeiro culto de santa ceia de 2020 da frente parlamentar evangelica do congresso nacional 1583959189352 v2 1920x1279 - Em vídeo de reunião, ministro da Educação disse que ministros do STF deveriam ser presos

No vídeo da reunião citada por Sergio Moro em inquérito que apura acusação de interferência política de Bolsonaro na Polícia Federal, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, teria defendido a prisão dos ministros do Supremo Tribunal Federal(STF). O arquivo da reunião ministerial ocorrida em 22 de abril foi exibido nesta terça-feira, 12, aos investigadores no Instituto de Criminalística da Polícia Federal, em Brasília. Segundo fontes ouvidas pelo jornal O Globo, a fala do titular do MEC seria “tem que mandar todo mundo para cadeia, começando pelo STF”.

Na mesma conversa, o presidente da República Jair Bolsonaro teria afirmado que a troca do comando da Polícia Federal do Rio de Janeiro seria para proteger aliados e familiares. Segundo as fontes do O Globo, Weintraub disparou ainda críticas a membros dos demais Poderes.

Além do ministro da Educação, a titular da pasta da Mulher, da Família, e dos Direitos Humanos, Damares Alves, aparece defendendo a prisão de governadores e prefeitos.

Com cerca de duas horas, o vídeo foi assistido por Sergio Moro, ex-ministro da Justiça, acompanhado de seus advogados, policiais federais, membros da Procuradoria-Geral da República e integrantes da Advocacia-Geral da União (AGU) — defesa de Bolsonaro. Nenhuma das pessoas foi autorizada a entrar com celular.



Fonte: O Povo

Créditos: O Povo