Neste domingo (20) completam 13 anos da morte de Azulão Santiago. - BLOG DO GERALDO ANDRADE

domingo, 20 de janeiro de 2019

Neste domingo (20) completam 13 anos da morte de Azulão Santiago.

Era um sábado, dia 21 de janeiro de 2006, quando a população da região de Uiraúna se despediu do então prefeito de Poço Dantas, José Milton Santiago – AZULÂO. Tinha apenas 45 anos e lutara nos últimos dois anos contra um câncer no pâncreas.

Azulão faleceu no dia 20 de janeiro de 2006. As últimas homenagens foram prestadas em Poço Dantas e depois em Uiraúna, onde foi sepultado debaixo de extrema comoção. Familiares, colegas políticos, amigos e muitos populares acompanharam seu velório e enterro no dia 21.

Em sua vida se tornou um dos homens públicos mais populares da história do Sertão paraibano. Foi vereador em Uiraúna e, quando Poço Dantas passou a ser município, foi eleito o primeiro prefeito no ano de 1996, e depois reeleito em 2000.

Quem o conheceu testemunhou seu carisma. Nunca deixava de apertar a mão de todos, mesmo de quem não conhecia. Sempre falante e sorridente. Tudo isso marcou sua personalidade. Neste ano de 2019 completam 13 anos de sua partida. A política sertaneja está órfão desde essa data. Talvez jamais surja um homem público com seu jeito simpático e carinhoso.

Também como prefeito se destacou sendo um grande gestor público. Realizou  muitas obras e ações importantes em Poço Dantas. Quando faleceu estava preparado para alçar maiores voos, pois já pensava em candidaturas como deputado estadual, ou prefeito de Uiraúna.

As nossas homenagens ao grande homem que foi Azulão. Sua memória continua viva em cada um que testemunhou sua breve vida.

F: COFEMAC

Um pouco sobre Azulão Santiago


JOSÉ MILTON SANTIAGO (Azulão), nasceu no dia 05 de Outubro do ano de 1960, no Sítio Queimadas município de Poço Dantas, falecendo aos seus 45 anos de idade, após viver uma trajetória política das mais brilhantes no interior do Estado da Paraíba. Era filho de Francisco Ferreira Santiago e de Dona Adrina Glória Santiago. Azulão casou-se no ano de 1984 com Maria da Consolação Silva Santiago, com quem teve três filhos: Thiago Santiago, Francisca Eloísa Santiago e Thaísa Santiago. Tinha também uma neta Thialla, filha de Thiago Santiago com Vanessa Lira.Do primeiro matrimônio de seu pai Francisco Ferreira Santiago com Helena Abrantes Ferreira, nasceram os filhos: Assis Ferreira, Manoel Ferreira, Raimundo Ferreira, José Ferreira, Severino Ferreira, Antônio Ferreira, Maria Ferreira, Isabel Ferreira, e Inácia. Do segundo casamento de Francisco Ferreira Santiago com Adrina Glória Santiago, nasceram os seguintes filhos: José Hilton Santiago(ex-vereador de Uiraúna), Nilda Santiago, José Wilson Santiago(Deputado Federal), José Nilson Santiago(in-memoriam), Azulão Santiago(ex-vereador de Uiraúna e ex-prefeito de Poço Dantas), Benilda Santiago(atual vice-prefeita de Uiraúna), Danilda Santiago e Jacenilda Santiago.Azulão iniciou seus estudos em Poço Dantas, depois foi residir em Uiraúna, onde com os demais irmãos freqüentou escolas pública, tendo estudado na Escola Benevenuto Mariano e Escola Estadual “Dr. José Duarte Filho” nesta última concluindo o segundo grau.Por pouco tempo, Azulão residiu na Capital do Estado João Pessoa, onde entrou para o serviço público como funcionário da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Retornando a Uiraúna, exerceu o cargo de Assessor Administrativo do Prefeito Dr. Paulo Arthur(Gestão 1989 a 1992). Ainda em 1992, incentivado pelo seu irmão Wilson Santiago, candidatou-se a Vereador do município de Uiraúna, tendo sido eleito com expressiva votação para exercer o mandato durante o período de 1993 a 1996.Em 29 de Abril de 1994, o então Governador do Estado, Dr. Cícero Lucena, sancionou a Lei No. 5.931 que cria o município de Poço Dantas, sendo a primeira eleição marcada para Outubro de 1996. Azulão candidatou-se a Prefeito, tendo como companheiro de chapa Del Pereira, vencendo as eleições e governando o município de Poço Dantas durante o período de 1997 a 2000, com a grande missão de instalar o novo município.Em Outubro do ano de 2000, Azulão candidata-se para mais um mandato, desta vez candidatura única no município, tendo como vice-prefeito Hélio de Almeida Machado, governando mais uma vez o município de Poço Dantas no período de 2001 a 2004.Azulão deixou várias ações implantadas em sua terra natal Poço Dantas, além de ser um político que se identificava muito bem com o seu Povo.Alegre, extrovertido, sempre tinha uma saída, por mais difícil que fosse o problema. Como Gestor Público durante seus dois mandatos, implantou várias obras no município de Poço Dantas, compreendendo Sistemas de Abastecimento, Calçamento, Praças, Escolas, Eletrificação Rural, Estradas, Açudes, Centros Comunitários, Campos de Futebol, Casas Populares, entre muitas ações na área da saúde e do social.No ano de 2000, Azulão exerceu o cargo de Presidente da AMAP – Associação Municipalista do Alto Piranhas, com sede na cidade de Cajazeiras, tendo representado a região com muita garra e dedicação, pois se relacionava muito bem com os seus colegas Prefeitos.